domingo, 30 de maio de 2010

afins


da primeira vez que morri
foi suicídio.
Daí pra frente,
nunca mais tentei
morrer,

mas o outro
sempre assassina
o que há de melhor
e pior
em mim.

3 comentários:

O solitário Jim disse...

mario quintana:?

Stones disse...

Tenho de dizer que amo certas coisa que você escreve. bjos

Fêh disse...

saudades de nossos papos literários..

;*